REGRAS

Regras de Julgamento

Tabela de Conteúdo

REGRA DE JULGAMENTO 16

Os cavalos devem ser montados com uma cabeçada que tenha um freio na boca ou um hackamore. Todos devem ser usados com rédeas abertas. A cabeçada não deve ter focinheira ou bosal e o hackamore deve ser de corda ou couro cru trançado sem nenhuma parte metálica. Bolas de couro cru trançadas sobre o nariz do cavalo não são permissíveis. Um juiz deve conseguir passar dois dedos livremente entre o hackamore e o focinho em toda a sua volta. Cordas de afogador, gamarra, arame ao redor do pescoço, nariz ou testa do cavalo, focinheira apertada, chicote, bastão ou qualquer dispositivo mecânico dando o controle indevido do cavaleiro sobre um cavalo não são permitidos na pista onde um evento promovido ou oficializado pela ANCA está sendo realizado. Arame de qualquer tipo e em qualquer parte da barbela não é permitido. Barbelas deverão ser de couro ou corrente com no mínimo 3/8 polegada (9,5 milímetros) de largura e devem ser ligadas ao freio por meio de cordão de nylon, fitas de nylon ou tiras de couro. Nós decorativos, bolas de couro cru ou franjas não são permitidos em barbelas. Peitoral pode ser usado, porém, nenhuma parte pode passar sobre o pescoço do cavalo. Qualquer peitoral preso na cabeça da sela dos cavalos de competição será considerado ilegal. Calça de couro e esporas podem ser usadas. A cauda de um cavalo de competição não pode ser amarrada de maneira que restrinja seu movimento. Um juiz tem o direito de chamar o competidor se ele/ela suspeitar de qualquer infração a esta regra bem como a Regra 35.A.1 - Política de Tolerância Zero. Toda vez que um competidor infringir essa regra ou qualquer parte dela, ele será desclassificado.

a. Todos os cavalos devem cumprir a Regra 16 enquanto estiverem na pista.

b. Qualquer pessoa montada a cavalo na pista (dentro e fora da área de competição) após o início de um evento aprovado ou oficial da ANCA deve usar traje Western, incluindo chapéu. A exigência do uso de chapéu pode ser dispensada, tanto dentro como fora da área de competição, em eventos ao ar livre, em condições climáticas extremas com o consentimento do organizador do evento e do(s) juiz(es). Os competidores devem usar camisas de gola e de manga comprida, com botões ou fechos de cima a baixo na parte da frente da camisa. Regatas, camisetas e qualquer tipo de moletom não são permissíveis. Blusas de lã ou suéteres podem ser usadas ​​sobre a camisa. Mangas compridas devem estar abotoadas nos punhos. Capacetes de segurança são admissíveis no lugar de chapéu Western, mas devem ter a aprovação prévia do organizador do evento. A aplicação desta regra é de responsabilidade da organização do evento e dos diretores da ANCA.

  1. O uso de telefones celulares não será permitido pelo amansador ou pelos quatro rebatedores enquanto os juízes estão nas cabines. O amansador não pode usar o telefone a qualquer momento.
  2. Os juízes não podem usar o celular enquanto estiverem na cabine de julgamento.

c. A Regra 16 entrará em vigor uma (1) hora antes do horário publicado para o início de competição. Em eventos de idade limitada e outros eventos especiais aprovados pela ANCA, a Regra 16 entrará em vigor uma hora antes do horário publicado para o início de competição e permanecerá em vigor até uma (1) hora após o encerramento das competições. Violações dessa regra serão enviadas para a diretoria para avaliação.

d. A Regra 16 pode ser anulada pela organização do evento para uma sessão de treinos oficiais, desde que a sessão de treinos termine pelo menos uma (1) hora antes do início de qualquer competição.

e. Os competidores estão limitados a um máximo de quatro (4) rebatedores.

f. Se um diretor, ou algum representante dos competidores devidamente nomeado, notar uma violação da Regra 16, ele deverá relatar a violação imediatamente ao gerente do evento.

g. Violações das Regras 16 b, c, d, e & h resultarão em:

  1. Primeira ocorrência – multa no valor de um (1) salário mínimo
  2. Segunda ocorrência – multa no valor de dois (2) salários mínimos
  3. Terceira e subsequentes ocorrências dentro de 12 meses – Suspensão de noventa (90) dias.

h. Qualquer associado buscando aprovação para usar um aparelho eletrônico auditivo durante um evento aprovado ou oficial da ANCA deve atender ou exceder os critérios mínimos para deficiência auditiva, com base nos resultados de um audiograma administrado por um médico licenciado.

  1. Uma carta solicitando o uso de um aparelho eletrônico auditivo deve ser enviado à ANCA, juntamente com o resultado do audiograma do competidor.
  2. O transmissor de informações pelo aparelho auditivo (rádio ou ponto de escuta) deve ser um dos quatro (4) rebatedores.
  3. O usuário de um aparelho eletrônico auditivo pode ser testado por um médico indicado pela ANCA se surgir uma reclamação ou protesto em relação ao grau de deficiência auditiva do usuário.

 

EXEMPLO 1: Durante uma apresentação, o juiz suspeita que o hackamore está muito apertado.

JULGAMENTO: Na final da apresentação, o juiz deve examinar o hackamore. Se o juiz consegue passar dois dedos na volta toda do focinho do animal por baixo do hackamore, não haverá penalidade. Se o hackamore é, de fato, ilegal, o competidor deve ser desclassificado.

OBSERVAÇÃO: No caso de um competidor ser desclassificado por equipamento ilegal, é de responsabilidade do juiz relatar o incidente ao departamento de julgamento.

 

EXEMPLO 2: Durante uma apresentação, o juiz suspeita que um dispositivo de treinamento está sendo usado.

JULGAMENTO: No fim da apresentação, o juiz deve examinar o equipamento do competidor. Se o equipamento for considerado ilegal, o competidor deve ser desclassificado.

OBSERVAÇÃO: No evento o equipamento do competidor quebrar enquanto o cavalo estiver sendo apresentado, o cavalo poderá terminar a apresentação e receberá uma nota de acordo com as outras Regras de Julgamento. (Uma nova apresentação não será concedida por falha de equipamento.)


Anterior | Próxima

 
PARCEIROS












LINKS



 
Praça Amador Bueno Florence, 274 Ap. 4 - Largo São João, Espírito Santo do Pinhal - SP - 13990-000
Fone: (19) 3651-5362 / (19) 99904-1191

Desenvolvido por Wisetec IT Solutions