REGRAS

Regras para Juízes

Tabela de Conteúdo

REGRA 27

Conteúdo omitido por se referir apenas aos juízes nos EUA.

a. Conteúdo omitido por se referir apenas aos juízes nos EUA.

b. Conteúdo omitido por se referir apenas aos juízes nos EUA.

c. Conteúdo omitido por se referir apenas aos juízes nos EUA.

d. Conteúdo omitido por se referir apenas aos juízes nos EUA.

e. Juízes que foram exclusos da Lista de Aprovados da ANCA/NCHA podem voltar a lista refazendo o procedimento de aprovação para juiz da ANCA/NCHA. Em nenhum caso deve ocorrer a reintegração antes de um período mínimo de 2 anos (24 meses).

f. Um juiz pode ser excluso da Lista de Aprovados da ANCA/NCHA ou ele pode cair na classificação devido a:

1. Qualquer competidor ou proprietário de cavalo (de uma categoria) pode protestar uma decisão do juiz (naquela categoria) mediante envio de uma solicitação escrita para o Diretor de Juízes da NCHA requisitando uma revisão do desempenho do juiz. Essa solicitação deve ser entregue no escritório da ANCA (via correio, e-mail ou entregue pessoalmente) dentro de sete (7) dias após a data de encerramento do evento envolvido e deve ser acompanhada por um comprovante de pagamento ou pessoalmente pagar o valor de US$200 para a ANCA por uma prova de Fim de Semana ou um Evento de Idade Limitada sem monitoramento e US$500 por um evento com monitoramento da NCHA. Cada categoria protestada exigirá os US$200 ou US$500 de taxa e cada categoria será tratada como um protesto individual sem uso de média. Para os Eventos de Idade Limitada o prazo de apresentação é sete dias após o fim do evento.

a. Após o recebimento de um Formulário de Avaliação de Juízes ou um Protesto Oficial, um Monitor revisará a categoria(s). O Diretor de Juízes da NCHA pode requisitar o encaminhamento imediatamente da filmagem da categoria envolvida para análise.

b. A filmagem da categoria então será revisada por um monitor. Caso o monitor estiver indisponível, o Diretor de Juízes poderá nomear um Juiz 4A para participar da revisão. Os procedimentos de visualização da filmagem foram aprovados pelo Comitê Executivo da NCHA.

c. Um total de cem (100) pontos será atribuído para cada categoria revisada. As notas dos juízes para as categorias protestadas serão baseadas nos pontos acumulados da colocação adequada dos cavalos, com uma dedução de três (3) pontos por cada aplicação incorreta das penalidades maiores de três (3) ou cinco (5) pontos. As notas do Diretor de Juízes, do monitor (ou substituto dele) e do juiz serão usadas para obter a classificação oficial. Penalidades maiores serão avaliadas somente quando forem aplicadas pelas duas pessoas avaliando o protesto. Quando o protesto é contra a classificação em uma final de um Evento de Idade Limitada ou Evento Monitorado com 3 ou 5 juízes a chave será feito da maneira usada para avaliar os juízes. Essa é a colocação dos cinco (5) juízes. Essa chave então será usada para avaliar a classificação obtida pelos cavalos no evento. Se o sistema atingir 75% ou mais, o protesto não será validado contra nenhum dos cinco juízes. Se o sistema não atingir 75%, a chave será comparada com cada ficha de julgamento individualmente para determinar qual juiz passou ou falhou. Um percentual de 75% ou maior deve ser mantido.

d. O número máximo de lugares usados para fins de avaliação será (6) seis. Para seis (6) lugares os pontos alocados para cada um deles serão: 1º - 40; 2º - 25; 3º - 15; 4º - 10; 5º - 6 e o 6º - 4. Para (5) cinco lugares os pontos alocados serão: 1º - 43; 2º - 28; 3º - 16; 4º - 8 e 5º - 5. Nos casos aonde números menores de lugares são pagos de acordo com a tabela de premiação com Added Money, os pontos são rateados da seguinte maneira: quatro lugares, 1º - 45; 2º - 30; 3º - 17; 4º - 8; três lugares, 1º - 50; 2º - 32; 3º - 18; dois lugares, 1º - 60; 2º - 40.

e. A colocação dos cavalos em uma categoria protestada será comparada com a colocação oficial e os pontos concedidos conforme estabelecido na seção 27.f.1.d. Se um juiz colocar o cavalo acima da colocação oficial, então a pontuação estabelecida pela colocação oficial será dada ao juiz. Se um juiz colocar o cavalo abaixo da classificação oficial, então a pontuação estabelecida pela classificação do juiz será ganha. Se um juiz der empate nas colocações, a pontuação para os lugares envolvidos será a média; desde que nenhum cavalo receba uma pontuação maior do que a alocada pela classificação oficial. Se a classificação oficial tem empates e a colocação do juiz não, o juiz receberá a pontuação completa para essas colocações.

f. Se a revisão encontra que um juiz aplicou erroneamente uma regra única em três (3) ocasiões ou aplicou erroneamente qualquer combinação de regras em cinco (5) ocasiões durante o julgamento de uma categoria individual, um protesto maior será afirmado contra ele(a). Caso uma regra única seja aplicada erroneamente duas (2) vezes ou a combinação de três (3) regras seja aplicada erroneamente durante a categoria, um protesto será afirmado contra o juiz. Se uma revisão do sistema de avaliação da NCHA descobrir que um juiz não conseguiu manter o padrão mínimo estabelecido (75%) para a classificação dele(a) no julgamento de uma categoria individual, um protesto maior será afirmado contra o juiz.

Em avaliação de protestos, com 4 ou mais inscrições na categoria, qualquer juiz que recebe 2 protestos válidos dentro de um período de 12 meses será rebaixado uma classificação por um período de 24 meses. No caso de um juiz 2A, 3A ou 4A, ele seria rebaixado uma classificação por 24 meses e deve também julgar 5 provas sem outro protesto válido durante esse período para ser restaurado para a classificação original dele. No caso do juiz 4A, ele(a) deve também ser reavaliado em Evento Monitorado da NCHA antes de ser restaurado para 4A. Juízes 1A serão removidos da lista de Aprovados. Qualquer juiz que é removido da lista através de protesto ou pela conduta dele(a) deve refazer o curso e os procedimentos para novos juízes para retornar à lista de aprovados. Esse procedimento também será necessário quando um juiz 1A não julgou o número de provas exigidas em um período de 2 anos.

Juízes 2A que tem um (1) protesto válido precisam julgar cinco (5) provas sem protesto válido. Se durante esse período de 5 provas o juiz 2A receber um protesto válido, o ele(a) precisará julgar na sexta cabine por um dia e passar por uma avaliação do Sistema de Monitoramento, e ele(a) também não poderá avançar para juiz 3A por um período de doze (12) meses.

Juízes 3A que tem um protesto válido precisam obter cinco (5) créditos em provas sem protesto válido durante um período de doze (12) meses. Se durante esse período para obter 5 créditos o juiz tiver outro protesto válido no registro dele(a), esse juiz irá cair na classificação e não jugará em Eventos de Idade Limitada ou de Fim de Semana até ele(a) julgar um (1) dia na (6ª) sexta cabine e passar por uma avaliação do Sistema de Monitoramento. Após a conclusão desses requisitos, o juiz será rebaixado para juiz 2A por um (1) ano e ele(a) precisará julgar cinco (5) provas sem protesto válido para se classificar novamente como juiz 3A.

Juízes 4A que receberem um protesto válido devem obter cinco (5) créditos em provas sem um protesto válido por um período de doze (12) meses. Se enquanto tenta obter esses 5 créditos, o juiz 4A recebe outro protesto válido, ele(a) cairá uma classificação e não poderá julgar em Eventos de Idade Limitada ou de Fim de Semana até que ele julgue um (1) dia na sexta (6ª) cabine e passar por uma avaliação do Sistema de Monitoramento. Depois da conclusão desses requisitos, ele(a) será classificado como juiz 3A por um (1) ano e precisará obter cinco (5) créditos em provas sem protesto válido além de passar por uma avaliação do Diretor de Juízes para voltar a ser classificado como juiz 4A.

g. Todos os protestos válidos permanecerão no registro dos juízes envolvidos.

h. Caso os protestos sejam confirmados, os U$$200 ou US$500 de taxa serão devolvidos para o competidor(a), caso for negado, a taxa será retida pela ANCA/NCHA.

i. Depois que um Formulário de Avaliação de Juiz é recebido pelo Departamento de Juízes da ANCA/NCHA, o Monitor designado fará a verificação (Spot Check) da categoria ou penalidade em questão. Se o monitor avaliar que é uma reclamação válida, o Diretor de Juízes será notificado. Se o Diretor de Juízes também validar a reclamação, será anotado no registro do juiz em questão. O juiz que receber duas reclamações válidas dentro de 12 meses será chamado para comparecer em uma reciclagem. Ele não poderá julgar até a conclusão da reciclagem.

j. Se um juiz receber um protesto maior válido, o Diretor de Juízes tem o direito de pedir para um Monitor a revisão do desempenho do juiz em uma prova subsequente a essa que ele/ela julgou. Se a revisão resultar em um protesto válido adicional, o juiz em questão irá cair uma classificação, conforme especificada na regra 27.f.1.f.

k. Decisões com respeito a qualquer protesto apresentado de acordo com essa regra, são definitivas e não podem ser apeladas.

l. Se o juiz não marcar uma penalidade maior (de 3 ou 5 pontos), em uma apresentação que não entra na premiação e em uma categoria que foi protestada, e nessa categoria o juiz não atinge 75%, o juiz receberá um protesto válido. Se o juiz atingir 75% na categoria, ele(a) receberá apenas uma reclamação válida.

2. Reclamações e/ou protestos podem ser feitos somente pelos sócios ativos da Associação.

3. Caso um juiz seja suspenso da ANCA/NCHA por algum motivo, ele(a) será removido da lista e todos os seus direitos e privilégios serão perdidos.

4. Nenhuma pessoa na lista de suspensão ou advertência da ANCA/NCHA será permitida julgar provas.


Anterior | Próxima

 
PARCEIROS












LINKS



 
Praça Amador Bueno Florence, 274 Ap. 4 - Largo São João, Espírito Santo do Pinhal - SP - 13990-000
Fone: (19) 3651-5362 / (19) 99904-1191

Desenvolvido por Wisetec IT Solutions